segunda-feira, dezembro 20, 2010

(Passagens - P.M)


Desde que você se foi,
Perdi, no céu, as estrelas...
Andei por ai apagado,
Com a pretensão dos estados
Meio sem eira e nem beira

Me despedi da ilusão
No dia a dia esquecido,
Nas lembranças me envolvi
Com conclusões sem sentidos

Ultrapassei os limites
Nos passos tardios da estrada
Enquanto desaparecia calado
Entre doses cansadas
No calor na madrugada

Tropecei em horas a fio
Apaguei o céu sem saber
O tempo parou sem parar
E eu me perdi por você...

Voei demais sem notar
Diante da distância criada
O presente passado
E o futuro apressado
Entre o tudo e o nada.

**Letra escrita inspirada em  nada além de letras.

Um comentário: