terça-feira, maio 21, 2013

(Sinais do tempo - Pedro Melo)


Vou seguindo esta estrada,
deixando livres as horas sonhadas
sem escolhas ou vagas promessas
pactuadas nos intervalos da pressa...

pois esta vida é uma grande despedida
e se por um lado nos encontramos
entre abraços e palavras da vida,
noutro somos ilhas em busca de saída...

reflexos da distância destes mares
mergulhos de corpos estrelares
esperança de eterna partida...

e se por acaso...
forem apenas lágrimas do tempo,
te encontro em horas de pensamento
mais perto do que podemos ser...

pois o agora se vai depressa demais
entregue aos rastros de misteriosos sinais,
de almas que renascem ao se perder.

listening em movimento no por do sol do cerrado: http://www.youtube.com/watch?v=lAwYodrBr2Q

Um comentário:

Marcella gonçalves disse...

Vai ver o por do sol.... ver as manchas no céu e no mar... sua corujinha...
olha que visão clara de tudo... que lucidez...
estuda demais porque o futuro tem
pressa de progresso....
o seu tempo não é igual...
você não é daqui.....
entre a vista mais bela e a ilusão completa
vc desceu... o juízo final chegou....
estamos separados.....
estamos separados....
entre almas elevadas só MUSICA CLASSICA....
contemplação.. yoga, comida vegetariana...
comunidade... amizade... lembranças....
antigos saraus.. modernos hand pans.....
CHORA que NUNCA vai ser a sua hora.....
chora chora chora
o dia é longo e a noite decepções.....
VIVA O NADA... porque isto é tudo DRAMA..
ANTROPOLOGA.... viciada... procurando tendências vc se encontrou no meio da LUTA nas ruas imundas... PEDE PRA MORRER... avança o sinal...
SINTA EMO'cão........