quinta-feira, junho 06, 2013

(Asas de luz - Pedro Melo)



Hoje eu vi as asas de um anjo
refletidas na parede do meu quarto
eram asas de luz às sete horas da manhã
e estavam mais perto do que jamais imaginei

porque as vezes é preciso mudar as roupas
as vezes é preciso trocar de olhos
para enxergar a nova liberdade
e saber que o tempo é precioso
por ser a vida feita de passagens

pois eles estão sempre por perto
mas sinta com calma
pois só o silêncio pode lembrar
da vida como sendo certa
e da morte como fonte aberta da alma

eu sei, as suas asas viverão para sempre
e se foi preciso acreditar pra descobrir
agora sei que um dia todos estiveram aqui

e eu não esquecerei da sua mensagem…
a levarei pacífica no coração desta viagem
como quem guarda os sonhos do dia
na simplicidade de uma velha sintonia

e se fomos feitos uns pros outros
devemos respeitar nossos caminhos
na renovação de um mesmo fim
pelo amor que se entrega sozinho.

Um comentário:

Marcella gonçalves disse...

Se suicide... pula do telhado....
olha você.... só defeitos...
tenta equilibrar e não consegue....
vai.... os cavalos, os tiros....
os ingleses
....... você era linda, morava na inglaterra... você me traiu.... com esse idiota... meu nome é MAX.. e aqui está a esposa dele....
Sua prostituuuta..... mata a sua mãe.. a culpa é dela..
vc vai morrer