quinta-feira, junho 19, 2008

(Da Força de Vontade - P.M)


Em encontro marcado com a disciplina...
De modo a se permitir evoluir...
Fecha-se, nato, o indivíduo em sí próprio...
Em pacto vinculante a concluir :

O caminho de metas pré determinadas...
É de tão perfeita natureza...
Que desencadeia suas regras...
Em finalidade e destreza...

A conduta permanente...
Permite à mente e a sua mobilidade,
Clareza de proporção coerente...
E costume em própria utilidade...

No veto ao incerto nocivo...
O necessário torna-se prático...
E o supérfluo ilusivo...
Assunto fútil para o tático...

O ser melhor se consome...
Em auto regulação de vida...
Doando-se em possibilidade e competência...
Sem entreter-se em busca perdida.

2 comentários:

Carol Montezuma x) disse...

"O poeta não morreu, foi ao inferno e voltou. Conheceu os jardins do Éden, e nos contou!Mas quem tem coragem de ouvir, amanhaceu o pensamento. Que vai mudar o mundo com seus moinhos de vento..."

Esses dias tava lendo um livro de um autor francês chamado Léon Denis, e ele me fez refletir sobre os caminhos que seguimos, e sobre os caminhos que pensamos estar a seguir.
Há quem se engane e bata os pés dizendo que a vida é a busca contínua pela felicidade, onde na verdade, é o aperfeiçoamento da moral e da inteligência [ou seja, a tal da evolução e progresso que tantos pregam sem sentido].
Se é uma verdade? Sim! Se é a minha verdade? Certamente não! Eu ainda alimento minhas vaidades, minhas omissões e meu materialismo científico! Mas certamente tenho a tal da força de vontade e procuro me permitir...SEMPRE!
Obrigado por me fazer pensar!
Deve ser o zodíaco!
Fique com Deus!

Monique B. disse...

Disciplina e persistencia..

Mto bem..

;)