sábado, junho 22, 2013

(Mais do que foi será - Pedro Melo)

E eu que lutei sem saber
descobri quase sem querer
já não ser possível

reinventar um jeito novo 
de continuar
na órbita do seu ouvido

falando sobre a falta de abrigo
dessa saudade que chegou

e se foi sem perceber
toda a inocência do destino 
a emoção virou motivo
do convívio que passou

eu que pensei ser brincadeira
ficar contigo a tarde inteira
sem precisar de um recomeço 

me perdi de novo assim
buscando em um novo fim
a paz que eu mereço

e claro que se um dia foi feliz
no final seria triste
pois só a beleza das escolhas
desperta a paixão pro que existe

mesmo que ainda fique no ar
agora essa vontade de paz 
querendo de volta a liberdade

de pelo menos um pouco mais.

Letra sendo musicada.


Um comentário:

Marcella gonçalves disse...

o que pensei ser um... era o todo
o que me fazia especial... o que me fazia ser
o que me guiava pro meu destino...
o comparsa....
o ciumento...
o briguento....
mil argumentos.....
nada é bom... vc vc vc vc vc vc vc vc vc vc
sempre você.....
meu brinqueeeedo.... minhas musicas... meus sinais... meu tudo.. meu todo... meu mais... meu menos....
minha coluna... sem direção......
vc é sem nada... ninguém gosta de você...
sua família te odeia...