domingo, junho 30, 2013

Na estrada - Pedro Melo

Quinta marcha de passagem
sobram sete minutos para um novo dia
mas temos a eternidade em miragens
aconselhando os caminhos da harmonia

seja alto ou seja baixo
seja insana ou mesmo em vão
a individualidade da loucura
é fruto de um incansável coração

no fim, os vermes sempre comem a carne
mas não se preocupe, siga o vento
atravessando os caminhos da virada
na velocidade de um novo tempo

pegando de novo essa estrada
seguimos sem olhar pra trás
descobrindo no calor da madrugada
a versão de quem busca sempre mais

entre abismos revelando a emoção
fazendo das lágrimas, ritual e devoção

mais um gole no reflexo do ser
mais um passo em ecos do espaço
na novidade de quem sabe se perder
entre estrelas e o canto dos pássaros

mãos ao ar, cabeças rodando
visão ligada em mil toneladas
de alma rasgando a voz do espanto

livre como se deve ser
mais perto do que não se pode esperar
o segredo da entrega é não pedir perdão
pois o pecado ainda é a melhor solução

como beijos explodindo a alvorada
entre casos de amor, drama e diversão
esses são os segredos da palavra
libertando as asas nos sentidos da paixão

vidros quebrados, garrafas partidas
nossa verdade já serviu de recado

agora é o mundo caindo em nossos braços
entre os espaços dos nossos sonhos
e as formas tontas das nossas vidas.

(Inspirado no filme On the Road)

http://www.youtube.com/watch?v=uUzklNReJbs

Um comentário:

Marcella gonçalves disse...

SEJA livre... seja estúpido
seja marca... seja o projetado
simplesmente seja nada...
seja fora da lei
quebre o padrão...
sinta a liberdade
o controle em suas mãos...
cuidado... prudência...
muita responsabilidade e presteza
saia sozinha... ouça todas as musicas...
vá na lapa... vá na glória...
se veja.... verme....... depois reze e peça pra deus te tirar da onde você se colocou... resista....
seja forte....
É você mesmo?????????